CRCRJ sedia Workshop sobre o relatório Doing Business


O CRCRJ recebeu nessa terça-feira (18), em sua sede, o Workshop para qualificação dos respondentes do Doing Business 2021, ranking do Banco Mundial. A proposta do encontro foi analisar e discutir os indicadores fornecidos pelo relatório Doing Business, que avalia as regulações que permeiam as atividades empresariais em 190 países.
 

O evento teve início com fala do Conselheiro do CRCRJ Antonio Ranha, sobre o desafio da desburocratização e os impactos para a Classe Contábil: “No período analisado pelo relatório, foram necessárias 1.501 horas no ano para as empresas brasileiras quitarem todas as obrigações tributárias. Nossa expectativa é que, em um movimento de desburocratização, o profissional possa atuar efetivamente como um consultor e contribuir de maneira eficaz na tomada de decisão e o futuro das organizações”.

Com foco nas ações de redução de tempo e custos para abertura de empresas, o workshop seguiu com palestra da representante do Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (Drei), Anne Caroline Nascimento, que falou sobre a importância do correto preenchimento do questionário do Banco Mundial. A representante falou ainda das mais recentes ações de redução do tempo de abertura de empresas no Brasil, com expectativa de melhora para o próximo relatório Doing Business, gerando atração de investimentos internacionais e consequente geração de empregos.

O presidente da Junta Comercial e Conselheiro do CRCRJ, Vitor Hugo Feitosa, mostrou os avanços da instituição na diminuição do tempo de abertura de novos negócios, como o recorde de 36 minutos registrado em dezembro de 2019. Feitosa falou ainda sobre projetos em andamento, como a implementação do Biovalid, tecnologia que possibilita validação biométrica via celular e que utilizará dados cadastrais do Renavan. 


Promovido pela Jucerja, em parceria com com o Governo Federal, Sescon-RJ, Sebrae e o Comitê Gestor de Integração do Registro Empresarial (Cogire), o evento contou ainda a presença da gerente de Controle da Informação Fiscal da SMF, Cristina Soares; do presidente do Sescon-RJ, Renato Mansur; do gerente de Políticas Públicas do Sebrae, Tito Ryff; do Procurador do Estado José Carlos Sarmento e do representante da Secretaria Especial de Modernização, Laercio Rehem.

 

 

 

0
Seja o primeiro a comentar!
undefined
Escreva aqui seu comentário...